ATENÇÃO!

No período de 08 a 15 de maio nossos serviços passarão por manutenção, o que poderá provocar dificuldade de acesso. Portanto, se você tentar acessar algum site ou serviço (portal, cursos, central de atendimento, etc.) e não conseguir, tente novamente mais tarde ou no dia seguinte. Contamos com a sua compreensão e nos colocamos à disposição para maiores esclarecimentos.

Contatos

       

    Saiba mais sobre o curso

    Funcionamento

    O Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) estará a disposição dos estudantes, tutores e coordenadores estaduais da capacitação todos os dias da semana, incluindo finais de semana e feriados, 24 horas por dia. Os materiais didáticos e atividades referentes aos módulos serão disponibilizados no ambiente virtual e preveem a dedicação, por parte dos estudantes, de, pelo menos, 8 horas semanais de estudo.

    Dentro do prazo estipulado para a conclusão das atividades e de acordo com o guia de estudos dos módulos, que conterá o prazo para conclusão de cada atividade, o estudante planejará sua rotina de estudos. Para o desenvolvimento das atividades, os estudantes contarão com o apoio dos tutores.

    Encontro Presencial

    Nos encontros presenciais os trabalhadores-estudantes farão atendimento às pessoas com deficiência. Os encontros acontecerão no estado no qual os trabalhadores atuam, após a conclusão dos módulos teóricos e durarão, em média, 3 meses, contabilizando 40 horas-aula. A definição do cronograma e dos locais que sediarão as atividades clínico-assistenciais estão sob responsabilidade dos Coordenadores Estaduais da Capacitação e, portanto, serão informados posteriormente por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem. A participação nos encontros presenciais é obrigatória. Somente os alunos aprovados em todos os módulos teóricos poderão participar dos encontros presenciais. Todas as demais atividades serão realizadas via ambiente virtual de aprendizagem, de forma assíncrona, ou seja, não acontecerão em tempo real. Isso possibilita ao estudante realizá-las no momento que lhe for mais conveniente, respeitando o cronograma previamente definido e disponível no AVA.

     

    Diretrizes do curso

    Serão trabalhadas as seguintes diretrizes durante a execução do curso:

    • estimular ampla discussão e reflexão sobre o processo de trabalho em saúde e a realidade social dos trabalhadores-estudantes;
    • desenvolver o curso de acordo com os princípios da educação no trabalho, estimulando a troca de experiências entre os estudantes, professores, tutores e os profissionais que estão no serviço, possibilitando a reflexão da prática e a criação de espaços para aproximação e integração ensino-serviço;
    • desenvolver experiência no uso de novas tecnologias educacionais, na qual os estudantes sejam responsáveis pela sua aprendizagem, propiciando uma formação crítico-reflexiva;
    • propiciar avaliações participativas para que, professores, tutores e estudantes sejam coparticipantes na formação para atuação no SUS.

     

    Conhecimentos, habilidades e competências pretendidos

    Atenção e cuidado da saúde bucal da pessoa com deficiência
    Habilidades Competências
    1) Evolução conceitual. 1) Analisar, do ponto de vista da criticidade histórica, a evolução dos conceitos. 1) Valorizar a atenção e o cuidado da pessoa com deficiência, justificando-as a partir do seu conceito de inclusão em saúde.
    2) Classificação das deficiências. 2) Descrever os benefícios imediatos e mediatos do conhecimento da classificação. 2) Estar apto a explicar a necessidade de atendimento competente à pessoa com deficiência, em linguagem científica e não científica, de acordo com os princípios éticos.
    3) Políticas de inclusão da pessoa com deficiência. 3) Conhecer as políticas de inclusão para as pessoas com deficiência. 3) Buscar dados e reconhecer as etiologias das principais deficiências e síndrome de interesse odontológico.
    4) Principais deficiências e síndrome de interesse odontológico. 4) Descrever e analisar as principais deficiências e síndrome de interesse odontológico. 4) Estar apto a implementar um programa de atenção e cuidado à saúde bucal das pessoas com deficiência.
    5) Principais alterações fisiopatológicas com repercussão na atenção e cuidado da saúde bucal. 5) Descrever as principais repercussões das deficiências e síndrome na atenção e cuidado da saúde bucal.
    6) Definir estratégias para promoção da saúde bucal das pessoas com deficiência.

     

    Eixos e módulos

    Eixo I: Introdução ao Estudo da Pessoa com Deficiência
    Objetivo: Conhecer o estado da arte das deficiências nos seus aspectos éticos e legais e aplicá-los ao atendimento odontológico, visando estabelecer a melhoria da atenção e do cuidado às pessoas com deficiência e, por consequência, da sua qualidade de vida.

    Módulo

    Carga horária

    1

    Introdução ao estudo da pessoa com deficiência

    10h

    2

    Políticas de inclusão das pessoas com deficiência

    5h

    3

    Política Nacional de Saúde Bucal

    5h

    4

    Humanização do trabalho em saúde

    5h

    Carga horária

    25h

    Eixo II: Atenção e Cuidado da Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência
    Objetivo: Conhecer as características e o protocolo de atendimento odontológico para as pessoas com deficiência, estabelecendo a multi e interdisciplinaridade nas ações.

    Módulo

    Carga horária

    5

    Características das principais deficiências e síndrome de interesse odontológico

    Autismo
    Deficiência auditiva
    Deficiência física
    Deficiência Visual
    Paralisia cerebral
    Deficiência intelectual
    Síndrome de Down
    O idoso com deficiência

    15h

    6

    Abordagem psicológica à pessoa com deficiência

    10h

    7

    Prontuário odontológico, anamnese, exames físico e complementares

    10h

    8

    Diretrizes clínicas e protocolos para atenção e cuidado da pessoa com deficiência

    Plano de tratamento odontológico
    Posicionamento do paciente na cadeira odontológica
    Estabilização física e sedação
    Cuidados específicos:Autismo
    Deficiência auditiva
    Deficiência física
    Deficiência Visual
    Paralisia cerebral
    Deficiência intelectual
    Síndrome de Down
    O idoso com deficiência

    30h

    9

    Manejo da dor e sedação na odontologia

    10h

    10

    Urgências e emergências

    15h

    11

    Tecnologias assistivas

    5h

    Carga horária

    95h

    12

    Clínico assistencial

    40h

    Carga horária total

    160h

    Para os auxiliares de saúde bucal, o curso está estruturado em 10 módulos teóricos e 1 módulo clínico assistencial. Conheça no quadro a seguir os módulos e respectivas cargas horárias.

    Eixo I: Introdução ao Estudo da Pessoa com Deficiência
    Objetivo: Conhecer o estado da arte das deficiências nos seus aspectos éticos e legais e aplicá-los ao atendimento odontológico, visando estabelecer a melhoria da atenção e do cuidado às pessoas com deficiência e, por consequência, da sua qualidade de vida.
    Módulo Carga horária
    1 Introdução ao estudo da pessoa com deficiência 10h
    2 Políticas de inclusão das pessoas com deficiência 5h
    3 Política Nacional de Saúde Bucal 5h
    4 Humanização do trabalho em saúde 5h
    Carga horária 25h
    Eixo II: Atenção e Cuidado da Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência
    Objetivo: Conhecer as características e o protocolo de atendimento odontológico para as pessoas com deficiência, estabelecendo a multi e interdisciplinaridade nas ações.
    Módulo Carga horária
    5 Apropriação do conceito de território 15h
    6 Características das principais deficiências e síndrome de interesse odontológico
    Autismo
    Deficiência auditiva
    Deficiência física
    Deficiência Visual
    Paralisia cerebral
    Deficiência intelectual
    Síndrome de Down
    O idoso com deficiência
    15h
    7 Cuidado longitudinal às famílias das pessoas com deficiência 10h
    8 Diretrizes clínicas e protocolos para atenção e cuidado da pessoa com deficiência
    Plano de tratamento odontológico
    Posicionamento do paciente na cadeira odontológica
    Estabilização física e sedação
    Cuidados específicos:Autismo
    Deficiência auditiva
    Deficiência física
    Deficiência Visual
    Paralisia cerebral
    Deficiência intelectual
    Síndrome de Down
    O idoso com deficiência
    30h
    9 Promoção de saúde bucal à pessoa com deficiência 15h
    10 Tecnologias assistivas 10h
    Carga horária 95h
    11 Clínico assistencial 40h
    Carga horária total 160h

    Formas de avaliação dos estudantes

    Serão contemplados os seguintes tipos de avaliação:

    • Avaliação formativa: será composta por atividades realizadas no AVA e que constituirão o portfólio dos trabalhadores-estudantes. A avaliação deste portfólio constituirá 100% da nota de cada módulo. As avaliações objetivas serão corrigidas automaticamente pelo AVA e as subjetivas serão corrigidas pelos tutores, que deverão dar retorno apropriado aos estudantes de forma que saibam os acertos e pontos de melhoria, como forma de incrementar seu aprendizado e desempenho no curso;
    • Avaliação do módulo clínico assistencial: 60% da nota será atribuída às atividades clínicas e 40% ao relatório que será feito após cada encontro presencial e deverá ser entregue ou enviado ao tutor de acordo com os critérios pactuados em cada estado.

     

    Critérios de avaliação e aproveitamento das disciplinas

    Considerar-se-á aprovado no curso e será concedido o certificado de conclusão da capacitação, pela Universidade Federal de Pernambuco, ao trabalhador-estudante que:

    • participar de 75% (setenta e cinco por cento) das atividades propostas no ambiente virtual de aprendizagem, incluindo o envio dos relatórios das atividades clínico assistenciais para o tutor de acordo com as regras definidas em cada estado. O controle será feito por meio da verificação dos acessos, participação e entrega das atividades propostas;
    • tiver média igual ou maior que 7,0 (sete) na nota final de cada módulo desenvolvido, incluindo o módulo clínico assistencial;
    • tiver participado da avaliação da qualidade do curso, que será disponibilizada no AVA assim que os alunos concluírem o módulo clínico assistencial.


    (*) Será concedido abono de falta somente em casos de doenças infectocontagiosas, por força de determinação legal, a militares da ativa, ou a mulheres em consequência de acidente no curso da gestação ou do parto, desde que devidamente comprovado por meio de atestado médico. Para mais informações, consultar: Lei Nº 6.202, de 17 de abril de 1975; Decreto-lei Nº 1.044, de 21 de outubro de 1969; Decreto-lei Nº 715, de 30 de julho de 1969.